Ensaio caseiro 1


Sei agora como nasceu a alegria,
como nasce o vento entre barcos de papel,
como nasce a água ou o amor,
quando a juventude não é uma lágrima

É primeiro só um rumor de espuma,
à roda do corpo que desperta,
sílaba espessa, beijo acumulado,
amanhecer de pássaros no sangue.

É subitamente um grito,
um grito apertado nos dentes,
galope de cavalos num horizonte,
onde o mar é diurno e sem palavras.

Falei de tudo quanto amei.
de coisas que te dou
para que as ames comigo:
a juventude, o vento e as areias.

Eugénio de Andrade

26 comentários:

kiko esperilla disse...

Excelente retrato Miguel y buen BN. Abrazos

Ángel disse...

Con que delicadeza has tratado a los personajes retratados, Miguel. Sencillamente excelente, una toma de un gran maestro. Me descubro.
Un abrazo

JMV disse...

Um P&B imaculado.Bem escolhido o poema.
um abraço

ricardo emilio bianco disse...

un muy buen retrato y mejor byn! participas de la foto por tres

Ñoco Le Bolo disse...


Muy buen P&B. Me gusta tan gran acusado contraste.

abrazo

CR ____________________________________
LMA

Ana Lúcia disse...

um retrato sublime.

Fernando Santos (Chana) disse...

Bom preto e branco...belo poema...Espectacular....
Um abraço

Armindo C. Alves disse...

Amigo Miguel
A vida é norteada por caminhos. Esses caminhos são construidos por princípios, vivência e sensações... A via mais larga é a da realização, a da feliçidade.
Um grande abraço.


Bonita a tua publicação

Sérgio Aires disse...

Para "ensaio" está demasiado bom.

ruimnm disse...

Um excelente retrato, nada estático. Um P&B cheio de dinamismo.
Gosto muito deste ensaio.
Parabéns.

Remus disse...

Tanto o fotógrafo como os modelos, têm jeito para a coisa (cada um para a sua) :-)

Retrato bem conseguido.

Vive Malabar disse...

Si, si...tienen cara de duros, pero seguro que son un par de tiernos.

Buenos contrastes, buen Blanco y negro.

El poema me cuesta un poco, pero parece muy bonito

Isabel Membrado disse...

Esto parece que fue divertido.
Y si además es bueno, que más se puede pedir???
Míralos que guapetones están!!
Un abrazo.

Adrian LaRoque disse...

Bom este ensaio!

Elcio Tuiribepi disse...

OLá Miguel, grato por sua presença lá no Verseiro...
As postagens ficaram muito bacanas, muito interessantes mesmo...
A galera interagiu e deu o recado...
Gostei destas palavras...
"como nasce a água ou o amor,
quando a juventude nao é uma lágrima"
A imagem inusitada, diferente de seu estilo,mas propicia para encarnar o poema...isso é talento
Um abraço na alma...

uminuto disse...

belo ensaio fotográfico ed gostei das palavras escolhidas
um beijo

Sandra Gaspar disse...

Excelente ensaio.

Continuação de um bom trabalho!

Cumprimentos,
Sandra Gaspar

Paz disse...

Handsome young men.

Paz

susana disse...

Belíssimo preto e branco! Grande nitidez e boa iluminação!
beijinhos

Jorge Monteiro disse...

... se isto é um ensaio, imagino quando for a sério...
Excelente retrato, os medelos estiveram bem.
Parabéns a todos.
Abraços.

Merce disse...

A fotografia excelente, por suposto. E chea de enerxia, fresca e xoven enerxia :)

;)

Hellag disse...

realço a luz que está fantástica1

Rukyman disse...

Os meus sobrinhos estão uns homens!!

Rukyman disse...

óculos brancos, t-shirts pretas, intensidade da luz quanto baste.
Impéc

Cristiane disse...

Não gostei dos 3 posts de 2010, prefiro o estilo antigo. Ainda gosto do blog, um dos melhores que conheci :)

Donelia Pérez disse...

Me gusta ese BN