S... EST... o Futuro do Mar?

À ternura pouca
me vou acostumando
enquanto me adio
servente de danos e enganos

Vou perdendo morada
na súbita lentidão
de um destino
que me vai sendo escasso
Mia Couto

17 comentários:

Isabel disse...

Impresiona esta foto tuya... Se aúnan el nombre del barco y tu imponente blanco y negro. El encuadre también me parece espectacular!! Muy buena!!!
Saludos,

tossan disse...

Enganos só na poesia, na foto não... Formidável! Abraço

Ana Lúcia disse...

Nunca li Mia Couto. Já vi que perco.
Gosto do balanço do poema e da imagem.

alterdom disse...

Ola Miguel,

Que maravilhosa foto
Que pureza de linhas

o mar?
será sempre um sonho em nossos corações

Ángel Corrochano disse...

Poderosa imagen, amigo. Este primer plano acrecentado con el angular, es muy bueno. El blanco y negro una auténtica maravilla y esas nubes amenazadoras, tremendas.

un abrazo

JMV disse...

Percebo a fina ironia mas confesso que me enleio na beleza da imagem.

Mar disse...

Un estupendo b/n... genial la toma!

ricardo emilio bianco disse...

excelente la composición y tratamiento!!!

Sergio LdS disse...

Miguel, magnífica imagem. Poema belíssimo. Postagem memorável. Li e reli, viajei pelas linhas dos barcos - e ouvi a doce voz de Tereza Salgueiro.
Grande abraço.

Scott Schilling disse...

A wonderful image Miguel in Black and White and a fantastic composition on this! These old boats have some great texture with the peeling paint!

chloe disse...

great composition! wow

Mariluz disse...

Muy buena perspectiva. Genial este encuadre!!

Adrian LaRoque disse...

Que a esperança exista para o futuro.

William Alexander López disse...

Preciosa, la composición y el contraste que tiene es muy buena, bella fotografía amigo, 10 !

Ñoco Le Bolo disse...

… con la mirada atenta …

Cielo dramático para un excelente encuadre.

... saludos

CR & LMA
____________________________

alex. disse...

o céu ficou poderoso... o enquadramento perfeito...

Remus disse...

O próprio tom do preto e branco está fantástico. E o céu escuro é a cereja em cima do bolo.

Só não digo que esta fotografia é perfeita porque, e não é de maneira nenhuma por culpa do fotógrafo, a presença daquela metade de barco que aparece no lado esquerdo, quebra um pouco a harmonia da composição.